domingo, 12 de outubro de 2008

CRIANÇA - SONHO

Deitado no banco da praça
Pois não tenho onde morar
Sou filho da noite irmão do dia
Nos sonhos vivo a nanar.
Nanar os anseios e desejos.
De quem não tem lar nem pão.
Vivo triste abandonado.
Perdido na escuridão
O meu sonho é o mais simples
pois sei que podem resolver.
Com crianças abandonadas
O Brasil não vai crescer.
Meu país! Tão sublime e contente
Terra rica de muitos carentes.
Onde exporta grandemente
Nos deixando tão faminto.

Famintos de pão,saúde e moradia.
Educação.
Vergonha Nacional.

Analfabeto aprovado no vestibular.

Deus! Onde cantarei o Hino Nacional.

Orgulho de muitos brasileiros
Quando ver a Bandeira levantar.

Terra rica de cultura e raça.

Mas...que pena!
crianças abandonadas nas praças.

Nenhum comentário: