quinta-feira, 17 de setembro de 2009

SABIÁ FACEIRO


Estou aquí sentada,escrevendo .
Você chega de mansinho,pousa na janela
fica olhando todo faceiro.
Um dia canta...outro fica inquieto.
Eu desvio meu olhar ,você sai voando...
Fique aí sabiá....
Vou tirar uma foto
você é meu poema!....
Ah! Meu Sabiá companheiro
não esqueça de vir aqui sempre!
Deixar, como em todas as tardes.
O seu doce cantar.
Nazaré Varella

Nenhum comentário: