segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

SOU UMA ETERNA APAIXONADA


Ai que saudade daquele tempo
Que você estava comigo
Eu via o mundo sorrindo
Não tinha tristeza no meu caminho
Você não me cobrava nada
E me dava muito amor
Olhava-me como a menina dos seus sonhos
E me amava como a mulher da sua vida
Pra você ver um sorriso no meu rosto
Você fazia ate promessa...
Voce me olhava como se eu fosse uma rainha
Fazia meu coração explodir de alegria
Por que você me amou assim
Eu sou feliz e meus pensamentos estão em ti
Sua lembrança me sustenta nesta vida
Miro o céu todo estrelado
E sua estrela foca em mim
E me sustenta nas madrugadas
Fico de pé durante as tempestades
Sou uma eterna apaixonada
Que adormeceu nesta paixão...
Coração pediu passagem mas espera lotação
Quero ir pro outro lado, quero chuva de verão
Quero ser feliz de novo, quero a sua paixão
Mesmo que seja como estrela entre a constelação...

Um comentário:

Bergilde Croce disse...

Linda nostalgia poética!E, quem nunca teve um Amor de quem tem ainda saudades?Abraços!